Lá vai um menino
correndo atrás do vazio.
Lá vai um menino,
que de tão pequenino
entre os carros que passam,
se perde no tempo
de ser apenas menino…

Esse menino,
que sonha sozinho,
só pede um pouquinho
da luz que queria.
Ter a estrela pequenina,
quando a noite vai fria.

Pobre menino.
Invisível aos olhos
que vão sonolentos,…
Da tristeza ensaiada,
da vida roubada,
dos sonhos menino.

Esse menino
vai pelas calçadas,
com roupas rasgadas
e a alma em desatino.

Volta menino
a ser pequenino. Vive.
A vida te dará um sorriso
e, quando a noite chegar
e com tuas asas sonhar,
te alcançará o paraíso…
e jamais terás que vagar,
pois terás, enfim,

 encontrado o caminho. 


Daniel Amaral
04/12/2006

Chico Xavier – Mensagens